Quando convido a família ou amigos para partilharem comigo uma refeição na minha casa, despendo mais tempo a imaginar os pratos, as entradas, as sobremesas com que os posso brindar, do que propiamente a cozinhar. Investigo na internet, sublinho receitas, aprendo truques que encontro nas revistas, procuro tendências e folheio certos livros vezes sem conta. Existe em mim uma ânsia de os conquistar pelo estômago, de conseguir partilhar este meu gosto pela cozinha. No entanto, chego sempre à mesma conclusão: Menos é Mais. Por mais voltas que dê, acabo sempre por me focar em receitas que já experimentei, receitas simples que convidam ao convívio, que aguçam a boa disposição, que fazem os convidados sentirem-se em casa e que apelam ao conforto.

O mesmo se passou com o convite da Mara para iniciar uma rubrica no Coração Luso. Pensei cá para comigo: Caramba, a minha primeira receita num projeto tão bonito não pode ser uma qualquer. Uma vez mais iniciei o tal processo desesperado de procura de inspiração. Mas na minha cabeça uma ideia tentava impor-se às demais: Bolo de Laranja. Aquele que me lembra a infância, aquele que é o preferido do meu pai, aquele que acompanha bem com o pequeno-almoço, almoço, lanche e jantar, aquele que me aquece o coração e que é super fácil de confeccionar. O lema voltava a surgir: menos é mais.

Apesar da sua aparente simplicidade, este é um bolo que enche a alma. Húmido q.b. com um sabor intenso a laranja e um glacê super fresco a chamar pela Primavera e pelo calor dos convívios. Pode ser confeccionado durante todo o ano, mas convenhamos estamos na época dos citrinos, portanto é a receita indicada. Eu por exemplo recorri às laranjeiras carregadas dos vizinhos e até parece que o bolo ficou com um sabor mais apurado.

 

Ingredientes para o bolo

200g de manteiga sem sal

200g de açúcar amarelo

4 ovos (tamanho L)

casca ralada de 1 laranja

350g de farinha de trigo simples

2 colheres de chá de fermento em pó

125ml de sumo de laranja

100ml de leite

 

Ingredientes para o Glacê de Laranja

200g de açúcar em pó

Sumo de 1 laranja pequena

 

Preparação

Aquecemos o forno a 160ºC. Batemos a manteiga e o açúcar, com a ajuda de uma batedeira eléctrica, até obtermos um creme de textura pálida. Adicionamos os ovos e batemos durante cerca de três minutos. Juntamos a farinha, o fermento em pó, previamente peneirados, e a raspa de laranja. Envolvemos uniformemente até que a farinha fique bem incorporada. Por fim, adicionamos o sumo de laranja e o leite. Deitamos a massa obtida numa forma de 27 cm, untada com manteiga e polvilhada com farinha. Levamos ao forno durante cerca de 35 minutos, ou até o bolo ficar firme e dourado. Deixamos arrefecer na forma durante cerca de 10 minutos, de seguida desenformamos para uma rede e deixamos arrefecer por completo. Para o glacê, colocamos o açúcar em pó numa taça e vamos misturando o sumo de laranja aos poucos e mexendo sempre para que não se formem gromos. O objectivo é obtermos uma pasta não muito dura, liquida q.b apenas para deslizar sobre a superfície do bolo.

 

Artigo anteriorSimão Miranda
Próximo artigo“Terra de exclusividade”
Ana Filipa Rodrigues

Cresceu entre escaladas às árvores dos pomares dos avós, gincanas de bicicleta e joelhos constantemente esfolados. Uma infância intimamente ligada às colheitas, às tradições, às rotinas das aldeias do interior do país. Daqui nasceu um respeito muito grande pela mãe natureza. É licenciada em Jornalismo e Comunicação. Tem um gosto muito especial por comida, por sentar as pessoas mais queridas à volta da mesa, por invadir a sua casa com cheiros caseiros que saem do seu forno. As suas experiências gastronómicas encontram-se reunidas no blogue Reservatório de Sensações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor faça o seu comentário!
Por favor insira aqui o seu nome