Tiago Tavares tem 23 anos, é natural de São João da Madeira mas há algum tempo que decidiu ir viver para Barcelona. Por lá trabalha na área onde se formou e garante que fez a melhor opção.

 

 

Uma questão de escolha

Tiago é formado em Turismo e durante a licenciatura decidiu fazer estágio curricular para Barcelona. O trabalho correu bem, tão bem que surgiu a proposta de ficar por lá a fazer o estágio profissional. Sem qualquer tipo de dúvida, acabou por aceitar o estágio “Decidi voltar para aqui porque em primeiro lugar adorei, e depois devido à situação em Portugal, tanto a nível global como para se fazer um simples estágio. Neste momento já tenho na cabeça ficar por cá.”.

Atualmente Tiago já se encontra a trabalhar no Hotel sem ser em regime de estágio.

 

Vida em Barcelona

Viver fora de Portugal foi sempre uma hipótese. A primeira opção era viver em Londres até surgir a oportunidade de ficar em Barcelona.

A adaptação correu bem mas garante que não é fácil “Custa muito no início para habituar ao ritmo de trabalho, pressão de ter clientes topo, a língua e não querer falhar”.

Tiago confessa adorar o país que escolheu para viver “Barcelona é uma cidade que tem tudo!”. Das praias às discotecas, passando pela parte cultural e gastronómica, tudo faz parte da sua nova vida.

 

A rotina

Trabalha como recepcionista num Hotel em Barcelona, acorda por volta das 8h da manhã para sair de casa por volta das 8h30m. O caminho até ao hotel e feito a pé, demora cerca de 12 minutos até chegar ao local de trabalho.

Das 9h às 17h Tiago está a trabalhar. Assim que sai do trabalho segue até casa.

Já em casa, por volta das 17h30 aproveita para ver as notícias e para trabalhar no computador.

Às 18h costuma aproveitar para caminhar pela zona da praia, que fica a 5 minutos da sua casa. Regressa a casa por volta das 19h. Até às 21h30m costuma preparar e trabalhar alguns jogos para depois ir fazer o jantar.

Depois do jantar, por volta das 22h30m aproveita para ir ao Skype matar algumas saudades e para descansar de um dia de trabalho a ver uma série.

 

O que ficou para trás

Quando tomou a decisão de ficar por Barcelona, Tiago sabia que ia deixar para trás a sua família, mas a oportunidade estava ali e sentiu que a tinha que agarrar. Mata as saudades da família pelo Skype e pelo Viber “o meu avô comprou um tablet para poder falar comigo.”

Para além das saudades da família, confessa que também sente falta de várias comidas, da cerveja e do café português.

Tentado a ficar por Espanha, não pensa para já num regresso a Portugal “Acho que não é não ter lugar mas infelizmente para se ser bom em Portugal temos que ir para fora primeiro e depois regressar. Nunca digo nunca a nada mas quem sabe posso regressar”.

 

Mais do que tudo é um Coração Luso

Em primeiro lugar porque sou português e depois porque me incutiram em casa como era o Português de antigamente (trabalhador, responsável, vai à luta e que quer sempre ser melhor).

Artigo anteriorPedro Gonçalves
Próximo artigoObrigado e Até Já
Vanessa Saudades
Natural da vila de Cabeço de Vide, situada no Alto Alentejo. É licenciada em Jornalismo e Comunicação pela Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Instituto Politécnico de Portalegre. É jornalista no Coração Luso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor faça o seu comentário!
Por favor insira aqui o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.